Direito e Tecnologia?

Sim. Tu sabia que o ideal na formatação de um negócio digital é que ele seja acompanhado desde o início por um advogado. Os negócios do mundo digital como os negócios físicos envolvem uma série de regulamentações precisam desde o início saber quais os limites devem respeitar. 

Há alguns dias postei nos stories @ma_adv um acontecimento que ocorreu comigo e um banco Digital que não observou uma questão de privacidade me causando um dano.

Isso ocorre porque a tecnologia nos permite inúmeras criações, porém muitas delas podem ser limitadas pela legislação por isso o olhar jurídico na construção de um aplicativo, de um negócio digital evita inúmeras readequações no projetos original o que pode muitas vezes colocar em risco o próprio objetivo final do serviço proposto.

Se uma empresa como um Banco Digital considerado um unicórnio 🦄no mundo das Startups, o qual se imagina que tenha uma forte assessoria jurídica, deixou passar uma questão de privacidade dos seus usuários imagina o risco que correm os pequenos negócios que muitas vezes não têm estas preocupações.

Assim, o acompanhamento jurídico desde o início da construção do projeto já ajuda o empreendedor a avaliar os riscos e até mesmo a se for o caso de pivotar (mudar o rumo).

Todo negócio que nasce alinhado em suas questões jurídicas tem mais chance de uma escalada mais rápida.

Deixe uma resposta

Fechar Menu